Mais de 200.000 acessos ao Portal de Memórias! Muito obrigado!

Nesta data ressaltamos que o nosso Portal de Memórias de Barra de São Miguel já atingiu a marca de mais de 200.000 acessos!

Este é um Projeto que se iniciou a pouco mais de cinco anos, no dia 03 de janeiro de 2016, com postagens a partir do mês de maio do mesmo ano. Com intervalos para pesquisa e publicação, ao longo do tempo priorizamos a qualidade de nossas 219 matérias, de forma a torná-las acessíveis fontes de consulta da história, memória e cotidiano de Barra de São Miguel - PB e região.

Fazemos nosso trabalho de maneira voluntária, sem qualquer tipo de monetização ou propaganda contida no site. A colaboração e o incentivo de moradores, pesquisadores e amantes da história local nos move nesse perene projeto de conhecimento e divulgação do passado desta região caririzeira, que por muito tempo sentia a falta de ambientes acessíveis para consulta de informações históricas.


Os acessos dos cinco continentes mostram a força do meio virtual para a divulgação de uma determinada ação. Que motivos levariam tais acessos de terras distantes? De onde são tais provedores? Não temos conhecimento, bem como não é nossa intenção fazer tal análise, apenas constatamos que, uma vez na rede, as informações sobre nosso "sublime torrão" podem ser acessadas por todos e todas, das distintas regiões.
Em tempos de "fake news", "caça likes" e todo tipo de loucura proporcionado pelas redes virtuais, nos alegra saber que temos um público que procura, acessa e divulga conhecimento sobre Barra de São Miguel, Paraíba.
Sigamos em frente, na luta pelo conhecimento de nosso passado coletivo! 
Obrigado e continue acessando e contribuindo com este trabalho histórico!
 
João Paulo França, 24 de setembro de 2021

Um comentário:

  1. Ótima iniciativa. Possa cada município inspirar-se neste trabalho de resgate de sua história, porquanto demonstra a força de nossas melhores tradições intelectuais e morais, a ensejar um país sempre melhor, mais fraterno, mais generoso, mais igualitário.

    ResponderExcluir

Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade de seus autores.