1956 - A Paraíba e o Brasil se encantam com a beleza feminina de Barra de São Miguel (Parte 1)

Corria o ano de 1956, o Brasil era governado por Juscelino Kubitschek, o presidente "bossa-nova", vivia-se os aclamados "anos dourados" e os Concursos de Misses eram extremamente concorridos e cobiçados pelas jovens mundo afora. É neste contexto que uma bela "potirense" se destaca, representa o Município de Cabaceiras no concurso de miss estadual e, vence a disputa.

Observemos a jovem Margarida Vasconcelos:

Fonte: http://passarelacultural.blogspot.com.br
Passemos a palavra a Daslan Melo Lima, para o mesmo nos apresentar melhor quem era esta "potirense" que venceu o Miss Paraíba 1956 e, consequentemente, disputou o Miss Brasil daquele ano:

"MISS PARAÍBA – Margarida Vasconcelos, 18 anos e cabelos louros, filha de fazendeiros, representou este ano a Paraíba. Como esse concurso de Miss Brasil destacou-se pelo número de beldades do interior, Margarida também não fugiu à regra, pois fora apresentada pelo município de Cabaceiras. Filha de fazendeiros tipicamente paraibanos, ela sempre desejara conhecer o Rio. A oportunidade se ofereceu com sua candidatura a Miss Brasil. “Tive, portanto, uma dupla satisfação, ao ser escolhida para representar o meu Estado” – disse ela, depois. No Rio, Margarida hospedou-se na bela residência da família de seu conterrâneo, o Deputado Drault Ernanny. Foi apresentada à sociedade carioca, numa concorrida recepção a que compareceram três governadores: os da Bahia, Rio Grande do Norte e Ceará, além do prefeito do Distrito federal. Fez muito sucesso, no concurso. Suas medidas: altura, 1,66; peso, 59; busto, 90; cintura, 61; quadris, 100; coxa, 61; tornozelo, 21."
(LIMA, 2010).

Depois desta descrição pormenorizada da jovem Margarida Vasconcelos, é importante esclarecermos que em praticamente todas as fontes a mesma será referenciada como "Cabaceirense", todavia, esta informação sempre será incompleta, pois na realidade ela era filha de Barra de São Miguel, que à época (1956) era nomeada oficialmente de "Potira" e ainda fazia parte do Município de Cabaceiras (a emancipação política só foi concretizada em 1961). Desta forma, não nos resta dúvida do berço "barrense" da jovem Margarida Vasconcelos, filha do Sr. Olinto Vasconcelos.

Passemos a palavra ao Sr. Agnelo Pedrosa, que assim escreveu em seu pequeno livro de memórias, intitulado "História Lendária de Barra de São Miguel", sobre a indicação e vitória de Margarida Vasconcelos no Miss Paraíba 1956:

Agnelo Pedrosa - pp. 6-7

Com certeza a volta de Margarida Vasconcelos para Barra de São Miguel despertou a atenção dos moradores locais e da região que procuravam estar próximos da "miss". Como enfatiza o Sr. Agnelo Pedrosa, ele teve "a grande honra de dançar a tradicional valsa da vitória com a encantadora Miss Paraíba".

Após o triunfo em João Pessoa, a jovem Margarida Vasconcelos partiu para o Rio de Janeiro a fim de participar do Miss Brasil 1956. Deste concurso, encontramos a seguinte imagem:


Sobre este concurso, relata Fernando Machado:

"Há 55 anos, Maria José Cardoso, do Rio Grande do Sul, era eleita Miss Brasil de 1956. O concurso foi realizado no Hotel Quitandinha, em Petropolis, no Rio de Janeiro. Coube a Maria Emilia Correa Lima coroar a Maria José, que tinha 1m70, busto 95cm e quadris 96, foi vaiada a turma queria a Miss Distrito Federal Leda Brandão Rau."

Em breve, retornamos com mais detalhes da passagem de Margarida Vasconcelos pelo Rio de Janeiro e sua participação no Miss Brasil 1956.

Fonte:

PEDROSA, Agnelo. História lendária de Barra de São Miguel. São Paulo: Ingral Indústria Gráfica Ltda, 1984.
http://www.fernandomachado.blog.br/novo/?p=46802. Acesso em 02 de março de 2017.
http://passarelacultural.blogspot.com.br/2010/03/sessao-nostalgia.html . Acesso em 03 de março de 2017.
http://passarelacultural.blogspot.com.br/2010_03_01_archive.html. Acesso em 03 de março de 2017.